Cartografando A Qualidade Dos Serviços Dst/aids Do Município De São Paulo

O Fórum das ONG Aids do Estado de São Paulo em parceira com o Projeto Bem-Me-Quer, implementaram em 25 de novembro, o Projeto Cartografando a Qualidade dos Serviços DST/Aids em SP, em convênio firmado com PM DST/Aids/SP.O primeiro treinamento, realizado na Sede do Projeto Bem-Me-Quer, contou com a participação de 5 ONG parceiras: GAPA, ALIVI, ÂNIMA, CRD/GPV e É DE LEI, além de usuários do PBMQ, com cerca de 18 participantes.Nesta primeira atividade contamos com a presença de usuários do SAE Lapa, Butantã, Santana, Freguesia do Ó, AMCA/HC e Emílio Ribas.    O projeto tem período de dois anos 1o. PBMQ e 2o. GIV. Equipe (1º ano) Rodrigo Pinheiro – Presidente Betinho Pereira – Coordenador Geral Fransérgio Goulart – Especialista em Cartografia Social Alexandre Viola – Sociólogo Facilitador Objetivos do projeto: Realizar Cartografia Social de possíveis Violações de Direitos nos Serviços de Saúde e os possíveis impactos dessas violações na vida das Pessoas Vivendo com HIV/AIDS de forma a qualificar o Controle Social do Fórum das ONG AIDS do Estado de São Paulo, no município de São Paulo, para subsidiar nas políticas e nos programas públicos de saúde, por meio de: 1. Identificar, mapear e georreferenciar possíveis violações de direitos e as violências específicas contra as PVHA em pelo menos 10 Serviços de Atenção Especializados – SAE, articulados com as Coordenadorias Regionais de Saúde para que as CRS tenham conhecimento de informações que auxiliem técnica e politicamente para qualificação e fortalecimento dos serviços. 2. Debater com as ONG/AIDS e PVHA os problemas da política de saúde e noções de Direitos Humanos. 3. Incentivar a organização autônoma das PVHA em especial população negra e em situação de pobreza nos SAE, oportunizando encontros com outros coletivos. Metodologia: Formação das ONG/AIDS envolvidas no projeto, na metodologia da Cartografia Social; Formação Prática de Georeferenciamento com ONG/AIDS; Mobilização de PVHA – Apresentar a proposta sobre o que é cartografia social e concretizar alianças para o desenvolvimento do processo; Roda de Conversa “PVHA e o Racismo Institucional no SUS”; Debate com pelo menos 5 ONGs/Aids e PVHA sobre a conjuntura brasileira, e como o racismo institucional funciona; Oficina para Construção do Roteiro da Cartografia Social com ONGs. Construiremos com ONG/Aids e PVHA um roteiro participativo para o mapeamento das violações e violências nos SAE; Oficina da Cartografia Social: identificar, mapear e qualificar as violações de direitos e as violências contra PVHA nos SAE. Esta metodologia possibilita apreender e aprender com as relações, percepções e vivências destes usuários do SUS na sua relação com serviços de saúde, visualizando os impactos na vida e nos corpos das PVHA; Oficina Georeferenciamento com PVHA com objetivo a partir da Cartografia social construída de forma prática colocar georreferenciado na plataforma online as violações; Seminário público que reunirá os participantes do projeto, governos, pesquisadores, movimentos e organizações de Direitos Humanos com o  objetivo de compartilhar os resultados. Área atuação: Atenção a Pessoas Vivendo com HIV/Aids Promoção do Controle Social Abrangência territorial: Município de São Paulo (regiões norte, centro e oeste) primeiro ano Município de São Paulo (regiões sul e leste) segundo ano Com destaque para as regiões Norte e Sul, onde estão localizadas as duas ONGs parceiras: Projeto Bem-Me-Quer e GIV, respectivamente. População beneficiária do projeto: Pessoas vivendo com HIV/Aids usuárias dos equipamentos especializados em DST/AIDS no município de São Paulo.